sábado, 16 de maio de 2009

11:45

"Ela simplesmente não saberia dizer como entrara. Por algum portão principal não fora. Pareceu-lhe vagamente sonhadora a ideia de ter entrado (...) como se tivesse entrado de esguelha por um buraco feito só para ela. O fato é que quando viu já estava dentro.
E quando viu, percebeu que estava muito, muito dentro."

Clarice Lispector - A Procura de uma Dignidade


*

Nenhum comentário: