domingo, 17 de maio de 2009

23:28

Certo, e agora, o que você vais fazer?
_ vai mandar me apedrejarem em praça pública?... quem sabe mandar que me queimem numa fogueira, como outrora. Tudo escapa à sua compreensão, absolutamente tudo. Supões que me espias por dentro, mas nadas em superfície, meu grande bem!
Se soubesses oque se passa em meus interiores, nunca mais ficarias com esse seu dedo em riste, dono de todas as verdades absolutas.
E se tudo fosse verdade, nunca terias me deixado partir sem você.

Quer saber?
_ a culpa é toda sua!


*

Nenhum comentário: