quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

18:28

.

Então, ele perguntou à ela,
se ela sabia o que ele mais amava nela.
Ela fez que não com a cabeça, ao que ele
pôs-se a falar:

_ Eu amo ver você em movimento.
O modo como você se move, o como você
abaixa o pescoço quando sorri, a maneira
como cruza as pernas, suas mãos sempre
falantes, mas sobretudo, o seu ANDAR.
Eu passaria a eternidade olhando você caminhar...
em minha DIREÇÃO.


[Ela não acreditava nele, mas gostava de ouvir suas seduções]

*

4 comentários:

Hosana Lemos disse...

o difícil é acreditar, e o triste é não acreditar...

lindo
*-*

A.S. disse...

Be Lins

No jogo da sedução
os olhos dão as cartas,
as mãos baralham os sentidos
o desejo dita as regras!

É um jogo de luz e prazer
onde não há sedutor nem seduzido
um jogo onde nunca pode haver
nem vencedor nem vencido...


Beijos...
AL

aperitivopoético disse...

as famosas "frases de efeito" que acabam fazendo efeito mesmo, a gente fica molinha molinha quando as escuta...

Sol Brito disse...

Ah...coloquei no blog...isso é muito lindo!!!

Beijos