segunda-feira, 29 de março de 2010

23:26

.

Deixe-me!
Deixe-me aqui com meus vazios profanos,
não me acene promessas vãs, mal elaboradas intenções,

fantasmagóricas palavras num poço sem fim...
faça isso por mim:

_ DEIXE-ME

[sem mais nem porquês]


*


Nenhum comentário: