domingo, 28 de novembro de 2010

19:40

.

Era uma propriedade difícil de explicar,
alguma coisa que vinha naqueles gens peculiares

que se combinavam entre si e faziam de cada hora
de cada momento, uma festa entre seus sentidos exploráveis.

[Não era uma questão de aproveitar momentos, mas
de UM SER O MOMENTO DO OUTRO]


*

sábado, 27 de novembro de 2010

01:28

.

Enquanto as voltas se faziam,
ininterruptas em minha mente,

a eternidade se resumia
à um lindo céu azul,
você e eu.



*

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

19:05

.

Quando um cretino fala
_ ah! querida, vamos aproveitar o momento...

a gente tem todo o direito DO MUNDO de mandar
esse cretino SE FERRAR!

[é, ou não é?]


*

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

23:28

.

Rodamos e rodamos até voltarmos para casa,
nós dois. Esvaziamos tudo, menos a liberdade
e tudo menos a nossa alegria.

escreveu: Walt Whitman


[Minha casa, seu coração!]


*

23:06

.

Decidi que só volto a falar com você
quando os seus sentimentos voltarem,

e não vale qualquer sentimento,
tem que ser aquela coisa de filme, surpreendente
e claro!, com promessa de final feliz.

[Senão deixa assim, O ISSO POR ISSO MESMO]


*

17:37

.

A carne é fraca
mas a minha cabeça é bem dura!


*

16:35

.

E agora, repentinamente, como se o tivesse conjurado, o telefone toca no térreo
e uma voz clara, sedosa, suave diz:
_ Como vai, menina?

Sei lá oque respondi. Gritei por dentro. Engasguei, sofri um ataque epilético de
êxtase, de um insano e alucinado êxtase, ali parada, mas SÓ POR DENTRO.

_ Estou bem, obrigada!


Diários de Sylvia Plath, página 188


[Emoções atemporais]


*

16:21

.

_ YEAH!


*

terça-feira, 23 de novembro de 2010

20:03

.

É que não podemos escolher tudo ao mesmo tempo.

Não sei quem definiu isso,
mas me parece algo bem definido.

Ou não?...


*

19:44

.

De todas as almas criadas
Escolhi uma.

[Emily Dickinson]


*

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

20:15

.

Mais do que os sentimentos dos outros,
ou a falta de sentimentos,

[para com a gente]

oquê conta mesmo nesse raio dessa vida
é a liberdade de sentir qualquer coisa,

e mesmo e ainda que a beira de julgamentos
SER OQUE SE É,

um verme, uma flor, uma vela, um navio,
[contas a gente só presta ao Divino]

O FATO é que
todos viemos do mesmo lugar e para o mesmo
lugar, tornaremos. Uns com o dedo em riste,
outros com as mãos para o alto.

[no feelings too!]


*

domingo, 21 de novembro de 2010

00:12

.

Fechamos os olhos
e deixamos o dia passar assim,

amando aos pouquinhos.

*

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

00:08

.

Acabarão se rendendo ao amor,
nem que seja por CURIOSIDADE.

*

22:28

.

Então combinaram assim:

Ele vende as coisas dele,
Ela vende as coisas dela,
juntam os trocados e ...

Casam-se na Itália e vão viver de
vender Havaianas à 75 euros o par.

Todo final de semana irão para algum
pedacinho diferente do velho mundo.

E assim serão,
finalmente, FELIZES PARA SEMPRE!


[Simples assim]


*

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

19:38

.

Agora que eu decidi casar ao invés de
comprar um bicicleta,

fico pensando com as minhas fumaças:

_ Qual o problema em casar
e comprar uma bicicleta ao mesmo tempo?


*

domingo, 14 de novembro de 2010

23:58

.

'Quando o sol
bater na janela...'

serei a primeira a abrir.
De repente, me deu uma pressa...


*

23:12

.

Nem sempre quando a festa termina
ela realmente acaba.

OS COMEÇOS,
são uma festa permanente.


*

23:07

.

Quando o caos encontra morada
ele está a um passo da harmonia.

A roda da dualidade
que não pára de girar.

*

15:23

.

Despudorada, sempre
Deselegante, nunca!


*

14:26

.

E assim, como quem nada quer,
fui deixando meu acelerado eu por você
pelos caminhos,

e meu meu mundo se fez SLOW!

*

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

23:30

.

Descontrolados de toda parte, uni-vos!

Vós, que temeis o próximo passo,
rasguemos nossos disfarces e andemos juntos,
pois só um descontrolado é capaz de entender

[e abraçar com o devido cuidado]

outro pobre e descontrolado ser.

*

terça-feira, 9 de novembro de 2010

12:55

.

Pra que esses olhos tão grandes, seu moço?!...

[Adivinha]


*

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

23:18

.

Certas horas deslizam sobre nós
como as palavras de um romancista apaixonado,

ou um capricho de Deus.

*

23:09

.

Combinado.

A gente vai morar naquele sítio
e esquece que um dia foi da cidade.

Juntamos as louças
os cacos, os trapos, e vamos viver
esse AMOR FUGIDIO.

[Não parece romântico?]


*

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

22:22

.

Quando a canção diz:

Inocência e Sentimento
se transformam, permanentemente,

desde os velhos tempos.

[e isso parece bom!]


*