sábado, 28 de maio de 2011

18:58

.

Tudo que demora tem
paradoxalmente
 pressa, urgência, fome, sede, culpa, fé

a indefinição é seu sinônimo.

É quando menos se espera e da forma mais inesperada
que acontece. Então, depois de tantas esperas, de frente
à definição, reina a interrogação:

_ E agora? É o fim?

[Para todo fim, um começo]


*

Nenhum comentário: