sábado, 21 de maio de 2011

20:28

Então,
deixa eu explicar uma coisinha pra você:

Oque você fala,
não tem que fazer sentido,
tem que fazer sentir, e pra fazer sentir
 tem que passar
pelo território sagrado profano que é o meu coração
e nele deixar sua marca sua promessa o seu coração

para só então,
os sentidos e o sentir virarem uma coisa só:
uma coisa tipo, sei lá, amor.

[Amor tipo, uma coisa só]

Só isso faz sentido pra mim.

*

Nenhum comentário: