quarta-feira, 30 de novembro de 2011

19:19

.

Pobre barquinho,
abobalhadamente o chamo de VIDA,

ancorado, parado, esquecido, sem movimento
no eterno aguardo das carícias das águas quentes
feito a gente, feito tanta gente que como a gente
s i m p l e s m e n t e
preferiu ficar.

'e a nossa música nunca mais tocou...'


*

Nenhum comentário: