quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

18:18

.

Amor de verdade
não se intimida com as escuridões,
como não conhece o chão,
não há quedas, apenas
faz-se vôo, e no êxtase,
explode em luz.


"Então por um momento os dois se apagaram na doce escuridão tão profunda
que eles eram mais escuros que a escuridão, por uns instantes ambos eram mais
escuros que as negras árvores, e depois tão escuro que, quando ela tentou erguer
os olhos até ele, só pôde ver as ondas selvagens do universo acima dos ombros dele,
e então ela disse:
_ Sim, acho que eu também te amo."

[Clarice Lispector]


*

3 comentários:

Adriana ♣* disse...

É...

Para o entendimento de poucos...

Quem sabe um dia para muito!

:)

Karine disse...

Claridade.

Karine disse...

Claridade.