terça-feira, 24 de abril de 2012

18:28

.


Ela desceu do carro e acenou com um beijo
ao que ele, em meio à chuva, ao trânsito, à urgência
balbucionou apaixonadamente:
e- u - t - e - a - m - o

Ela riu e entrou rapidamente e em atraso no aeroporto.
Meio segundo se passou e o telefone, meio inseguro,
amorosamente tocou. Era ele:

_ Você não disse que me ama também...
_ Você não leu nos meus olhos?
_ Eu quero ouvir da tua boca!

Ela riu outra vez. Até que enfim ele tinha entendido
o poder de uma palavra dita, ser muito Bendita!

e- u - t - e - a- m - o
 [meu amor]


*

Nenhum comentário: