terça-feira, 8 de maio de 2012

00:08

.


Faz desse amor uma flecha
que não teme se arremessar,
atire-se nos meus braços
 eu sou teu alvo, teu arco,

eu não quero ser o teu medo de errar!


*

Nenhum comentário: