quinta-feira, 28 de junho de 2012

11:50

.

o poema
- é um poema -
que pensa enquanto toma um café sem palavras
e quase sempre que pensa sem palavras,
é admirável.


_ Clarice Lispector



*

Um comentário:

thiê disse...

Be, querida!

ando com medo do silencio, do auto-silenciamento, do vazio de sons e sinais que tenho sentido nas coisas também.
tenho sentido falta da frequência com que nos correspondíamos, seria tao mais magico se fossem cartas, penso sempre nisso. Gostoso saber que me considera um amigo e me visita sempre, mesmo que rápido, sua presença sempre se sustenta por si só.
Continuo a admirar a beleza de seus textos, do que você mostra de si, admirar então essa pessoa bonita que você é.

beijos imensos e cheios de saudade
Thiê