quarta-feira, 15 de maio de 2013

23:13

.


Como domesticar o pensamento,
esse bicho que só quer correr solto?...

Como aquietar os barulhos deste ente
que sou,
presa na mesma jaula de Beckett,
uma jaula fora do tempo
uma jaula imaginária imaginada
sem imagem, coleira chamada vida

equívoco,
"um buraco que não termina nunca",

sendo que tudo oque se quer é correr,
correr solto, fugir das palavras, do tempo,
da regra,

virar uma hora esquecida e fugir
nem que seja em pensamento, solto, livre

livre de pensar...


*

Nenhum comentário: