terça-feira, 19 de novembro de 2013

19:30

.


2 comentários:

Jason Jr. disse...

rs :) ;)

Lianto disse...

http://www.youtube.com/watch?v=Nl0FeA49k3A&feature=share



Lagrimágua -

Água..
Vaga palavra que vaga
pelo rio que corta o mundo
e pelo lugar mais fundo
por onde a água trafega.
Andar coisa de uma légua
é pouco pra quem nem anda.
Canta, samba no chorinho,
gira o vento no moinho,
da o rumo e é quem manda
no percusso, até o fim.

Uma folha e uma formiga
na certa não será briga
caso caia de barriga
sobre a água numa poça.
Força, força, força,
onde anda o salva-vida?
Veja que coisa'é formiga.
Tem a sina dividida
de não afundar na água
sendo assim nunca se enxágua
se não vai perder a vida.

Na água do mar caminha
grãos de areias e conchinha,
cascalho e seres miúdos.
Mudos,
não falam conosco.
Eis mais um desejo fosco!
E se a água entendesse
e assim me respondesse
o que eu lhe perguntar?
E por onde começar?
Na nascente ou lá na foz?
Qual será seu tom de voz?

- Água que vive em meu corpo,
conduza-me aos meus parentes,
rios, lagos, águas correntes,
mas me guarde em teu viver.
E questão de merecer...
Se não merecer não nego.
A ti meu corpo entrego,
te suplico e ainda te rogo
e se ainda achares pouco
cantarei pra ficar rouco
e então,
assim,
me'afogo.