segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

19:01

.


Ando sempre atrás da lógica. Sou excepcionalmente apaixonada pela lógica das coisas. E isso é muito incoerente, já que também ando e sempre atrás do mistério que se abriga sob todas as coisas, sem que a lógica seja possível na maioria das vezes. Mas vale a caminhada. Quando você decide ir pra alguma parte, você parte. Vai. Prossegue. Embarca, desembarca, tantas vezes quantas forem necessárias porque, você quer chegar. Quando finalmente chega, respira e pensa: _Bom , muito bom! Bucar a lógica de alguma coisa é tipo isso. Estabelecer um itinerário e sair. Pernas para que te quero. Leve-me. Só que a condução desta procura é a mente. E a ajuda vem da alma. Mente e coração. Porque a lógica só se faz coerente quando aloja-se tanto num, quanto em outro.

Tantas coisas. Tantas lógicas perdidas, achadas, corroídas, conservadas. Procura-se a lógica, desesperadamente!... Porque eu penso as coisas que eu penso? Porque encasquetei com o Teorema de Pitágoras? Porque não posso simplesmente aceitar que poderia ser só mais um enunciado matemático que diz que a soma do quadrado dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa?... Poderia ficar por aí, não poderia? Mas não. Eu queria a lógica disso. A lógica de um teorema que nasceu lá nos tempos das pirâmides, ou até antes, foi enunciado por Pitágoras, quando nascia a Filosofia, por volta de 500 a.C., e se mantém atual e aplicável até hoje nos mais variados segmentos.

E o mais difícil, é que é base de uma filosofia. Porque se você aplicar o desdobramente deste teorema irá perceber que ele abre formas, e dobrável, vai até um núcleo, que seria o início. Se você olhar um raio de sol no fim de uma tarde normal, o triângulo 3:4:5 de Pitágoras estará lá, e se você desenhá-lo num papel, poderá desdobrá-lo ad infintum se isso fosse possível fazer no papel. Como fórmula matemática, no entanto, isso é possível. E na vida real também.

Oque pensamos de desdobra desta forma. Pois é energia. E tem massa. Como a Noética, a ciência do pensamento já confirmou em estudos de Física Quântica. É tão absolutamente fascinante imaginar que existe o desdobramente real do que pensamos que quase não tem lógica imaginar. Mas nem por isso não existe. Existe e é um fato. Tão fato quanto a lógica de que, se você acorda cheio de boas vibrações num dia, quase sempre tudo se desdobrará, neste dia, em acontecimentos favoráveis. Da mesma forma, se você acorda meio de bad, uma corrente de coisas esquisitas tendem a acontecer.

Tá dando pra entender a lógica?
A pira que é ter o dom de pensar? E a pira maior que é, imaginar, que através de um pensamento devidamente controlado, você pode fazer alguma coisa que você quer muito acontecer?
Tá entendendo onde eu quero chegar?

_ eu só tô nessa pira toda porque eu quero ver você. Dá pra acreditar na lógica de uma coisa dessas? Não era muito mais simples e lógico eu pegar o telefone e teclar os teus números e dizer, _ você aceitaria o convite das minhas reticências?..., mas não!, eu tenho que embarcar em viagens porque minha mente tem pernas, ou asas, e eu, como você sabe, adoro voar. Atrás de alguma lógica, e de um dia, quem sabe, simplemente te encontrar. Bem ilógico isso!

(...)



*

Um comentário:

vanessa disse...

Tá tão bem explicado porque somos tão irmãs.

Um beijo, logicamente

=)

.