sábado, 14 de novembro de 2015

16:42

.

Neste exato momento no mundo alguém sorriu. Neste exato momento no mundo, alguém novinho em folha acabou de nascer. Neste exato momento no mundo, alguém está beijando alguém, pela primeira vez. E alguém voltou a falar com outro alguém, sem mais nem talvez.
Neste exato momento no mundo, alguém gozou. E alguém notou um brilho novo no olhar. Neste exato momento no mundo, alguém voltou. Voltou a andar, voltou a amar, voltou a acreditar, enquanto  um outro alguém resolveu parar de chorar.
 
Neste exato momento no mundo, alguém está viajando de avião, alguém está levando um sermão, e outro alguém está colhendo feijão e fazendo calos nas mãos. Neste exato momento no mundo alguém está em festa. Alguém está perdido na floresta, alguém levou um chifre na testa, enquanto outro alguém dispara uma flecha.
 
Neste exato momento no mundo, alguém está cansado. E alguém está casando. E alguém está cantando. E alguém está se apaixonando pela décima vez. Neste exato momento alguém está se formando no ventre de outro alguém. E esse alguém nem sabe se quer mesmo nascer.
 
Neste exato momento alguém está morrendo. Alguém está tremendo de medo do que pode ser capaz um outro alguém. Neste exato momento no mundo, alguém chora seu morto no cemitério, enquanto outro esbraveja o mistério, e um outro de outro hemisfério se recolhe contrito num monastério.
 
Neste exato momento no mundo, alguém se pergunta. E um outro também quer saber. Outro só faz se calar, enquanto outro quer reclamar, e um outro estende a mão pra alguém levantar. Neste exato momento no mundo, alguém está bem por estar vivo, enquanto alguém está mal porque queria estar noutro  nível.
 
Neste exato momento no mundo, alguém só quer um abraço. Outro alguém está pensando naquele amasso, alguém ensaia seus primeiros passos,  enquanto alguém comenta com outro alguém que sua vida é um fracasso.
 
Neste exato momento no mundo, alguém se pergunta porquê. Alguém se pergunta porque não. Outro alguém se pergunta porque comigo, enquanto outro alguém só quer um abrigo pra se esconder do perigo.
 
Neste exato momento no mundo, alguém adoeceu. Outro alguém se arrependeu. E outro alguém se condoeu com a dor de alguém que sofreu. Neste exato momento no mundo alguém abriu uma janela. Alguém viu uma flor. Outro alguém se deparou com a dor. Todo alguém desejou uma prova de amor.
 
Neste exato momento no mundo, todo tipo de alguém experimenta um lado da moeda que em seguida será de outro alguém. Alguém está subindo. Outro alguém está sumindo, enquanto alguém desce a ladeira pra rezar pelo mundo, numa missa de Domingo.
 
Neste exato momento no mundo, alguém respira. Outro alguém respira. E outro, e outro, respiram. Neste exato momento no mundo, toda gente, pira. E se retira por alguns segundos, pra tentar entender as alegrias e as dores do mundo.
 
Neste exato momento no mundo, o sentido se conforma em não fazer qualquer sentido, enquanto a Vida, que não sabe se é triste ou se é bonita, concede, em todo canto do mundo, giramundo, a gentileza de continuar.
 
 
*

Um comentário:

Fabrício Procópio disse...

Nesse exato momento, aplaudo seu texto.
Clap Clap Clap! para vc que encanta, sim.