terça-feira, 12 de janeiro de 2016

19:33

.

 
Estou melhor.
Não sei como você faz isso, mas, quero que saiba que quando acordei, me lembrei, direitinho, de TUDO.
A cor do mar foi a primeira coisa que lembrei. Bem assim mesmo. Praia ao amanhecer. Não. Primeiro foi o teu rosto. O teu rosto de poucos amigos, estava suave, sem sorriso, um ar de afeto muito antigo, acho que vi amor no teu olhar. Lembro das tuas mãos. E lembro de eu ter ido sem levantar nenhuma questão. Você veio, e sem nenhuma palavra, nós fomos. Você levou minha alma pra praia, ao amanhecer, e no teu peito eu ouvi o mar. Foi tão lindo, tão crível, que acabei não tendo outra alternativa senão acreditar.
Acreditar em você, acreditar nesse teu dom esquisito, tão lindo,  o carinho que emanou das tuas mãos, ainda está em mim, bem assim, desse jeito, aroma de praia deserta,  cócegas de maresia, as doçuras do amor, e ao fundo, o sopro de um vento bom.
 
 
Essa minha alternância de sentimentos
é só por dentro,
o lugar onde você mora
e me namora,
 
por fora,
você sabe,
sou uma plácida amora
calma e doce
sem nenhuma treta,
 
só esperando o tempo
da
COLHEITA
 
 
 
*

Nenhum comentário: