sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

23:17

.
 
 
as noites
mereciam
SER
sempre
acrescidas
de
CHUVA
 
 
e não de despedidas.
 
 
 
*

Um comentário:

Lucas - Blog: Overture disse...

Doce. Mágico. Perfeito. Belíssimo. Como tudo que tu escreves. A noite e a chuva nos bastariam. Despedidas, na vida, para quê?! A imagem do trem é excelente! Beijosssssssssssssss